Diabetes na Infância

Data de criação 19/12/2012
Categorias: Dicas de Saúde.

O diabetes é a segunda doença mais comum na infância, com um número cada vez maior de diagnósticos de todos os tipos dessa doença crônica ao ano. Lidar com esse quadro pode ser muito mais simples se os cuidados forem tomados assim que o diabetes for detectado na criança ou no adolescente. Em entrevista, o Dr. Mauro Scharf, diretor executivo do Centro de Diabetes Curitiba e membro da SBEM e da Sociedade Brasileira Diabetes, esclarece algumas dúvidas sobre como agir em um quadro como esse.

O primeiro passo é saber como identificar os sintomas, que segundo o Dr. Scharf, são caracterizados pelo excesso de sede e de urina, e pela perda de peso. “Muitas crianças voltam a urinar na cama ou acordam para beber água na madrugada”, diz o médico, complementando que nas crianças menores, principalmente as que estão em fase de amamentação, é mais difícil perceber a sede excessiva, mas o aumento de urina pode ser notado na frequência de troca de fraldas, assim como a respiração mais acelerada e a perda de peso. “Quando não percebido a tempo, esses sintomas podem evoluir para uma grave desidratação, hálito cetônico, vômitos e evoluir para o coma diabético”, diz o médico.

Se percebidos os sintomas, o médico diz que o próximo passo é consultar um pediatra, que é o especialista que vai dar o diagnóstico e verificar se a criança está metabolicamente compensada para iniciar a insulinoterapia. “O envolvimento do especialista deve ser realizado assim que possível, visto que a insulinoterapia deve ser individualizada e ajustada de forma continuada”, explica o pediatra.  Ele destacou também que, caso seja necessário, as crianças lactentes devem ser internadas. As crianças maiores podem ser insulinizadas ambulatorialmente.

O Tratamento

O tratamento é feito sempre com a aplicação de insulinas, que podem ser insulinas NPH e regular; com análogos de insulina; esquemas Basal/Bolus; com utilização de SICIs; ou os sistemas de infusão continua de insulina (bombas de infusão). “A decisão para uso dos diferentes tipos de terapia vai depender da idade e da fase do diabetes em questão”, diz o Dr. Scharf.

O médico diz que a automonitorização da glicemia, a educação em diabetes, a prática de atividade física e o controle nutricional são necessidades comuns em qualquer faixa etária de pacientes com DM1, tanto nas crianças quanto nos adultos, e precisa fazer parte da rotina de tratamento.

O especialista destacou que, de forma natural e sempre envolvendo a criança nas tomadas de decisões, os pais devem ajudar na inclusão da automonitorização no dia a dia do paciente, e, aos poucos, a criança percebe a importância desse controle. “Escovar os dentes, pentear os cabelos e tomar banho são hábitos tão incorporados que se tornam naturais depois de algum tempo. As automonitorizações também podem ser incorporadas de forma natural na rotina da criança, desde que ela entenda a real utilidade e que ela participe nas tomadas de decisões relacionadas aos resultados”, destaca o médico.

Além disso, os pais devem sempre ficar atentos em manter uma frequência nas consultas médicas para saber se a criança está com uma velocidade adequada de aumento de peso e altura e também para ajustes na terapia insulínica, que varia de acordo com as fases do desenvolvimento. “Na adolescência, o aumento das doses de insulina pode chegar até 50%, e isso precisa ser monitorado de perto”, diz o especialista.

Após a infância e adolescência, os cuidados devem continuar os mesmos, mas o paciente deve ser encaminhado para um ambulatório de transição, onde o endocrinologista pediátrico e o endocrinologista adulto atendam simultaneamente a criança. Geralmente entre 15 e 19 anos acontece essa mudança, mas isso varia em cada caso.

Por último, Dr. Scharf destacou também a importância do acompanhamento psicológico da criança e da família, que deve ser feito desde o princípio. “A negação, a contemplação e a aceitação da doença são cíclicas e o retorno à negação é comum. A melhora contínua da autoestima e o trabalho de tornar a criança independente com seu autocuidado faz parte das ferramentas para facilitar a aceitação da doença”, explica o endocrinologista. A dica final do médico é fazer a integração da criança com outras que também possuam diabetes, por meio de encontros, associações e acampamentos. Além disso, os pais devem evitar a superproteção e a discriminação, comportamento fundamental nesse processo de aceitação.

Atualizada em: 19/12/2012

Opiniões dos Leitores

Escreva a sua opinião aqui:

Leia nossos termos de uso.

Seu comentário aparecerá na lista após aprovação do moderador.

Eventos em Destaque

Paginas Mais Visitadas

Tópicos

10 coisas que você precisa saber 2014 5ª Jornada Teórico-Prática abertura abeso adolescentes Agência Nacional de Vigilância Sanitária Agenda alimentação alimentação infantil amb american diabetes association análogos de insulina ano novo anvisa aplicativo aplicativo do cbem aprovação área científica assembleias gerais associados audiência bebês bisfenol A boas festas BPA CAAEP caaep 2012 caaep 2015 caaep 2016 caaep2014 caeep caeep 2014 caem cálcio cartilha contra a obesidade cbaem cbaem 2015 cbaem 2017 cbem cbem 2012 cbem 2014 cbem 2016 CBEM2014 cobrapem Cobrapem 2017 Cobrapem no Rio como agir como fazer como se associar Comunicado congresso congresso brasileiro congresso brasileiro de perinatologia congresso da ada congresso da sbem congresso em gramado contra a obesidade copem copem 2017 cremerj crescimento crescimento e gh criança e adolescentes crianças crianças desaparecidas crianças e adolescentes cuidado com o carnaval cuidados Cuidados com a saúde curitiba curso dc press departamento Departamento de Endocrinologia Pediátrica desenvolvimento desreguladores endócrinos dia do endocrinologista dia do medico dia internacional da tireoide dia mundial do diabetes dia nacional da obesidade dia nacional do teste do pezinho diabetes diabetes 2015 diabéticos dicas de saúde diretoria diretrizes diretrizes médica diretrizes médicas discutindo a endocrinologia pediatrica discutindo endocrinologia pediatrica Discutindo Endocrinologia Pediátrica 2014 discutindo endocrinologia pediátrica 2016 dislipidemia dislipidemia na infância documento EBEP ebep 2016 ebep 2018 ebep2014 ebep2016 edital caaep edital do caaep edital do caaep 2016 eleições emprego encontro brasileiro encontro brasileiro de endocrinologia pediatrica encontro do iede endócrinologia endocrinologia e metabologia endocrinologia infantil endocrinologia pediátrica endocrinologista endopediatra EndoPediatria Escolas esportes estatura evento evento de tecnologia evento em são paulo evento medico eventos eventos médicos eventos médios exame do caeep excesso de peso Expediente falando sobre o ebep falecimento fan page da sbem filiados Fludrocortisona gestação gestação com diabetes gestão 2013 2014 goiânia gramado hipertensão hipotireoidismo congênito horários idade óssea iede informações informações sobre o ebep informativo inscrições inscrições encerradas inscrições para caaep inscritos insicrições jornada jornada pediatrica jornada teórico prática jornada teório-prática lanche lista de inscritos locais luiz claudio castro mães massa óssea material para pacientes medicina medico menarca mensagem metabolismo ósseo mobilização em defesa de crianças desaparecidas natal nina musolino nota notícia notícias Notícias Científicas nova diretoria nova gestão o departamento obesidade obesidade infantil objetivos oficio de vitamina d palestrantes para profissionais páscoa paulo césar pautas pediatria pediatrica perguntas e respostas período neonatal pico de massa óssea pig prazo das inscrições precocidade sbem programação programação científica programação do ebep projeto diretrizes prova prova de especialista prova de título prova prática prova teórica proxima edição do ebep próximo cbem próximo ebep próximo prazo pubarca puberdade puberdade precoce publicações quadrinhos quem faz quinta edição quinta edição do ebep quinto copem quinto ebep recém nascido Refrigerantes regimento resistência insulínica retrospectiva 2014 revista síndrome de down rio de janeiro santa casa são paulo sbem sbem envia oficio sobre vitamina d SBP seminário de obesidade sexta jornada pediatrica síndrome dos ovários policísticos site sitec sobre o epeb sol SOPERJ suplementos tecnologia telarca teste teste do pezinho tireoide tireoide na gestação título de especialista tratamento triagem neonatal último prazo vagas vitamina d volta às aulas webmeeting